Produzimos soluções de software que transformam dados
em informações úteis para o negócio dos nossos clientes.
+55 (43) 3524-3344
LiveZilla Live Chat Software

O emissor gratuito de NF vai acabar e agora ?

Data: quinta-feira, agosto 11th, 2016
Os empresários já devem estar cientes de que o emissor gratuito de NF-e vai acabar. Temos a solução para você!

Os empresários já devem estar cientes de que o emissor gratuito de NF-e vai acabar. O anúncio foi dado pela Secretaria de Fazenda de São Paulo em abril deste ano.
A Nota Fiscal eletrônica (NF-e) é um documento digital emitido quando há alguma circulação de produtos ou prestação de serviço. Como é um arquivo eletrônico, sua assinatura também é digital e seu conteúdo é o mesmo da Nota Fiscal. O objetivo das NF-e(s) é o de substituir a emissão das notas em papel, contribuindo assim para facilitar a gestão, reduzindo o tempo e gastos com esse processo.

Essa NF-e é enviada para a Secretaria de Fazenda do Estado que faz uma pré-validação devolvendo em seguida o documento eletrônico para que a transação comercial seja validada e efetuada. Esse processo é feito através de um programa de informática que é instalado no computador do contribuinte.
Junto com a notícia de que a partir do primeiro dia do ano de 2017, o emissor da NF-e será descontinuado, foi comunicado também que não haverá uma nova versão do software. A justificativa para o fim desse emissor é que muitos empresários estão optando por outros sistemas pagos.

Mas ficou a dúvida para quem faz uso do programa e não quer o risco de deixar de emitir o documento prejudicando sua empresa. Então, o que fazer?
Por enquanto o sistema está funcionando, mas esse processo ficará difícil para fazer a validação a partir de 1º de janeiro de 2017, então é importante que você comece a buscar alternativas proprietárias (softwares pagos) desde agora e evitar ficar sem emitir suas notas por algum tempo, correndo o risco de ser multado com taxas “bravas” e ter problemas fiscais.
Depois de escolhido o novo programa é importante seguir alguns passos a fim de validá-lo.

Faça o credenciamento – o novo emissor que você irá utilizar precisa ser autorizado na Secretaria de Fazenda do Estado – nossa empresa possui essa validação. É fácil e não precisa ir até a Secretaria.Esse credenciamento é feito pelo site mesmo.

• Transferir o certificado digital – seu certificado digital precisa estar válido para que seja feita a transição para o novo sistema. Para isso é importante que você confira a data de renovação do documento.
• Faça o cadastro da empresa – Com o novo sistema implantado, você precisa incluir os dados da sua empresa antes de começar a utilizá-lo na emissão das notas eletrônicas. É preciso incluir informações como CNPJ, Número da Inscrição Estadual e outros dados essenciais para a emissão de notas.
• Faça testes – embora seja uma tarefa fácil e geralmente os emissores de nota fiscal eletrônica sejam simples de usar é importante garantir que seu novo emissor tenha um bom desempenho para não gerar outros problemas.

Conte com a CDS!
Agora que já sabe que precisa se preparar para a descontinuação do emissor gratuito de nota fiscal eletrônica, conheça as soluções da CDS que contam com emissor integrado e podem lhe ajudam a resolver esse problema: CDSSimco e CDSFive. Os dois sistemas de gestão contam com emissor de nota fiscal eletrônica integrados e emitem a Nota Fiscal e Cupom Fiscal durante o processo de Venda. E o melhor: possuem preço acessível e são fáceis de usar.
Solicite um contato comercial e confira como os softwares da CDS são a solução ideal para seu negócio.

Curta Nossa Fanpage

Receba Nossas Novidades